6 de abr de 2011

Eu tenho um defeito ..


Sou extremamente realista e pé no chão. É muito difícil eu perder a cabeça por alguém. Para falar a verdade isso nunca aconteceu. Consigo perceber facilmente quando estou indo longe demais e quando está na hora de voltar ao normal. Ajo sempre com a razão, raramente com o coração. Não confio muito nele, todas as vezes que confiei acabou me decepcionando. Eu sempre acabei precisando deixar as pessoas que eu gosto por algum motivo, seja ele pessoal ou por forças maiores. Talvez eu tenha me acostumado a ver pessoas entrando e saindo da minha vida, e talvez seja por esse motivo que eu nunca tenha me apaixonado verdadeiramente por alguém. Ou quando começo a sentir algo além do que deveria meu cérebro me manda parar. Até anos atrás era assim. Até alguém mudar minha maneira de pensar, mostrar que talvez pudesse valer a pena arriscar, era assim. Mas o meu lado racional diz em alto e bom som que um dia essa pessoa vai sair da minha vida. Assim como tantas outras saíram. A diferença é que esta vai deixar uma história, não será apenas um amor platônico. Dessa vez foi real. O problema central deste meu defeito, é que eu sempre estou preparada psicologicamente para este dia. É o que eu sempre espero de todas as pessoas. Por fora, isso me passa uma certa frieza. É o que todos pensam de mim. Mas a frieza é apenas uma maneira de me manter sempre racional. De evitar quedas. É um medo de sentir algo intenso demais e não perceber a hora em que eu perder os limites. Porém não posso reclamar desse meu método protetor de viver a vida. Ele sempre deu certo comigo. Acho que tem a hora certa das coisas acontecerem. E eu sei que quando for a hora de deixar esse método de lado, eu sentirei segurança para fazer isso. Por enquanto prefiro continuar com a minha razão e seguir os meus objetivos.

0 comentários:

Postar um comentário